terça-feira, 5 de março de 2013

Encontro mensal de antigomobilistas de Natal - retomada


Alegria, descontração, nostalgia e proximidade entre os proprietários e visitantes


Após recesso da passagem de ano, os encontros mensais de antigomobilistas de Natal foram retomados neste sábado, 2 de março. Para 2013 serão mantidos dia, local e horário; primeiros sábados de cada mês, em frente ao antigo colégio Atheneu, a partir das 14h.

Fomos conferir este de abertura do ano. Como de costume, viu-se muita movimentação, muitos visitantes tirando fotos e muito bate-papo animado em torno dos carros. O clima, como sempre, de amistosidade e animação.

Visitar um dos encontros é uma  oportunidade enriquecedora.  Seja para  reviver um pouco do passado, através do encontro de  modelos que de alguma forma fizeram parte de nossas vidas,  ou que simplesmente testemunhamos sua presença nas ruas em tempos de outrora.
Para os mais novos a oportunidade é de conhecer materialmente um pouco do passado não vivido. Sem esquecer que pessoas que valorizam a história são, em geral, pessoas interessantes em se conhecer.

Visita pode ser uma boa oportunidade para compra de um antigo
Para os admiradores de carros antigos, os encontros podem ser uma excelente  oportunidade de entrar no grupo dos antigomobilistas.  Preciosidades podem estar em oferta. No deste sábado, o Sérgio estava anunciando à venda seu Fusquinha ano 1968, originalíssimo, praticamente pronto para receber placa preta. A maioria desses anúncios só é revelada em encontros ou rodas de amigos. O principal motivo é o zelo e preocupação do vendedor de que o carro fique em boas mãos, pois quase sempre há uma forte ligação sentimental entre o carro antigo e seu proprietário.


Sérgio, venda do seu  Fusquinha está condicionada a garantia de bons tratos pelo novo dono

O interior do carro é uma mostra do cuidado e carinho dispensado pelo atual proprietário, o Sérgio

A aquisição de um automóvel antigo - satisfação pessoal e colheita de bons frutos
Motivação sentimental, aliás, é para muitos, a razão do ingresso no mundo do antigomobilismo. Assim aconteceu com Boanerges Cezário. Ainda garoto, ele foi tocado pela admiração que seu pai, João Cezário, tinha pelo VW Brasília. Além da paixão pelo modelo, Sr. Cezário partilhava com a família o desejo árduo em adquirir um exemplar. Sonho que não pode realizar.
Boanerges estava a trabalho na cidade de Pau dos Ferros quando se  deparou  com um modelo em bom estado  à  venda. Não teve dúvidas, enfim pode concretizar  a intenção que há muito carregava de resgatar "in memoriam" o sonho seu  pai.

Alguns meses depois, já de volta a Natal, Boanerges ingressou no clube do Fusca se tornando sócio. O ingresso no clube e a convivência com os novos amigos antigomobilistas o ajudou a  conhecer muito  mais sobre o carro. Também reforçou seu  interesse em recuperar plenamente a originalidade do seu antigo. Boanerges pretende obter a placa preta para seu Brasília e já pensa na aquisição futura de um segundo carro antigo.


Motivação sentimental - com a compra do Brasília Boanerges resgatou um antigo sonho de seu pai

Alguns registros da nossa visita

Veículos como  o VW Karmman Ghia remete, para muitos, a certeza de que a beleza do design é algo atemporal



Os pais de Adriano Antônio vieram de Campina Grande visitá-lo,  juntos aproveitaram para ver a exposição



Mecânica - motor dos veículos Willys, únicos no Brasil fabricados com cabeçote em "L", despertam curiosidade.



Arquiterura do antigo Atheneu de fundo e calçamento de pedras - cenário dos mais propícios para a exposição




Um comentário:

  1. O fusca/68, já foi vendido. Obrigado Romulo,
    abraços

    sérgio

    ResponderExcluir